22/07/2013

Sonhos sem fim


Texto base: Salmos 126


“ Quando em cativeiro nos levaram de Sião
e os teus sacerdotes prantearam de aflição
Foi como morrer de vergonha e dor
Caminhava triste o povo forte do Senhor...”


Já ouviu o hino acima? Não? Procure no Google Lamento de Israel do cantor Sérgio Lopez. É um hino muito bonito e com uma composição musical incrivelmente harmoniosa.  

Mas porque bolhufas estou falando nesse hino? Pois bem, Lamento de Israel – como o próprio nome já diz - é uma música triste. A nação de Israel havia sido levada cativa para a Babilônia e com isso o povo de Deus estava desolado.  Tinham perdido tudo: a liberdade, a Pátria, suas famílias, o Templo do Senhor. Estavam entregues a sua dor, sentindo-se derrotados e pior ainda, tornaram-se escravos nas terras babilônicas. Nada mais restava se não chorar e clamar pelo seu Deus.

Tudo lhes havia sido arrancado, mas algo ficou intacto. Algo que nem mesmo as piores desolações poderiam abalar. Os sonhos. Israel ainda sonhava com a vitória. Israel ainda se lembrava de Sião e da alegria de estar em casa. Israel ainda sonhava.

Talvez hoje você esteja como Israel. Em uma terra estranha, apenas com seus sonhos e um lamento na voz. Talvez hoje você suas perspectivas de como sair do cativeiro sejam pequenas, mas os seus sonhos são tão grandes que nem mesmo tem fim. O que eu quero te dizer hoje é que o Deus de Israel ouve o seu clamor, a sua adoração. E muito mais do que isso, Ele não só houve, como trabalha em favor de cada um dos seus sonhos.

Enquanto Israel sonhava, Deus quebrou o orgulho de Nabucodonosor, o rei babilônico, e abriu as portas do cativeiro. Deus interviu em favor do seu povo por causa da sua adoração. Grandes coisas o Senhor os fez e por isso o que antes era angústia e lamento agora era riso e alegria. Os dias maus passaram e era chegado o momento de cantar.

E é assim que Deus trabalha. Ele é o Deus dos impossíveis, aquele que realiza sonhos que colhe suas lágrimas e as transforma em alegria. Assim como Deus se importou com Israel, Ele também se importa com você, vê o seu caminhar e tudo o que você tem passado. A lição de hoje é essa: Persevere no clamor assim como Israel. Nunca, em hipótese alguma, deixe de sonhar. E o impossível será pouco comparado ao que Deus fará na sua vida.

Que seus sonhos sejam sem fim.