01/07/2013

Com tudo o que sou


Texto Base: Êxodo 15.21-22

Estavam todos felizes. A alegria tomou conta daquele lugar e era impossível não festejar. Deus havia lhes dado um grande livramento – tão grande que eles nem imaginavam ser possível. E em meio a tanta alegria, uma mulher mereceu o destaque de dois versículos, mas o suficiente para impactar e ser exemplo para nós hoje. Naquele ambiente de intensa alegria, onde até Moisés cantou ao Senhor, Miriã expressou sua gratidão e felicidade de uma forma diferente e inusitada, mas que exprimia o estado de seu espírito. É sobre ela que vamos falar hoje.

²¹ Então Miriã, a profetisa, a irmã de Arão, tomou o tamboril na sua mão, e as mulheres saíram atrás dela com tamboris e com danças.
²² E Miriã lhes respondia: Cantai ao Senhor, porque suavemente  se exaltou, e lançou no mar o cavalo com seu cavaleiro. [Êxodo 15.21-22]

Se atente a dois detalhes importantes. O primeiro deles, no versículo 21, diz nos que Miriã tomou o tamboril na sua mão. Ela tomou. Isso significa que ninguém havia pego o tamboril até o momento que ela o pegou. Compreende? Miriã tomou a iniciativa de adorar a Deus a sua maneira. Através de seu gesto, Miriã mostrou que a adoração a Deus fluía de dentro dela e que essa adoração precisava ser mostrada. Assim como ela, precisamos externalizar mais esse tipo de adoração. Tomar a iniciativa, fazer aquilo que ainda ninguém fez, adorar com tudo o que somos. Fazer do momento de adoração, único e essencial.
Nosso segundo detalhe ainda está no versículo 21. Observe que após Miriã tomar a iniciativa, as demais mulheres a seguiram com tamboris e danças. Esse segundo ponto é o reflexo do primeiro. Ao tomar a iniciativa, Miriã tornou-se exemplo a ser seguido pelas demais mulheres, fazendo com que todas se juntassem a ela. Percebe? Miriã além de exemplo, foi inspiração para todas as outras a sua volta. E é assim que devemos ser. Ser inspiração para os demais, demonstrar através de nossos gestos e atos que cada partícula de nosso ser adora ao Senhor. E muito mais além disso: ser reconhecido e marcado como um autêntico adorador na sua geração.

Enfim, eu não sei se você dança, canta ou toca algum instrumento. Você pode até mesmo ser o zelador da igreja, não importa. O que eu quero que você guarde no seu coração é o ensinamento passado através de Miriã. Tome a iniciativa. Faça para o Senhor o que ainda ninguém fez. Faça da sua adoração um momento único seu com Deus e seja exemplo para toda a sua geração. Assim como Miriã é lembrada como aquela que dançou na presença do Senhor, que você seja lembrado e citado como alguém que adorou ao Senhor com tudo o que é, com todo o seu coração. Cantai ao Senhor.