03/06/2013

Em espírito e em verdade


Texto base: João 4.19 - 24
Adoração. Uma única palavra e múltiplos significados. Ela está aí presente nos louvores e nas pregações e pode ser praticada de muitas maneiras. Nesse momento, eu consigo pensar em pelo menos 3 louvores diferentes com essa palavra e tenho certeza que ao ler esse texto, você conseguirá pensar em até mais do que eu. Tem gente que adora pulando e dançando. 

Tem ainda os que preferem adorar em silêncio, retraídos em um momento de intimidade com Deus. São muitas maneiras que visam um único objetivo: Alcançar o coração de Deus. Mas será que com tantas opções e modos de adorar nos dias de hoje, nós realmente temos feito uma adoração de verdade e que toca o coração de Deus?

A palavra de Deus nos diz que “... importa que os verdadeiros adoradores adorem em espírito e em verdade.” (João 4.24b). Essa frase proferida por Jesus em resposta a mulher samaritana sobre qual era o lugar certo para adorar nos propõe algo muito mais profundo. E para compreender isso, vamos analisar e pensar com nitidez o que Jesus queria dizer.

Em espírito: Adorar em espírito requer cuidado e intimidade com Deus. Como assim? A adoração em espírito é aquela que vem de dentro de você. É mais do que simplesmente cantar ou tocar um instrumento. É dizer para o Senhor com toda a sua força que Ele é lindo, Todo Poderoso e o motivo de você estar ali. É comum vermos nossas igrejas ricas de músicos, dançarinos e cantores, mas pobres de adoradores. 

Isso acontece porque quando estes colocam a mão no instrumento ou no microfone, se preocupam tanto com os holofotes que esquecem de manter o foco em Deus. No final, acabam apenas fazendo mais uma apresentação para que a igreja aplauda e voltando vazios para seus bancos.

Em verdade: Ser sincero com Deus. Hã... Oi? Sincero com Deus? Isso mesmo. Ser sincero. Não pense que só porque Deus é onisciente que Ele não está interessado em que você demonstre sua adoração. Sim, você precisa demonstrar a Ele e tem que ser sincero, não só por interesse em alguma benção ou milagre. Expressar a Ele, tudo o que Ele significa para você O agrada. 

E não pense que um monte de palavras bonitas e enfeitadas o enganam: Lembre-se que Deus te conhece melhor que ninguém. Adorar em verdade requer sinceridade e desejo de adorar. Adorar não só quando todos estão olhando, mas também no silêncio do seu quarto. Adorar quando tudo der certo, mas também quando tudo der errado.

Enfim, entenda que adorar não deve ser algo forçado. Deve ser um desejo natural do seu coração. Não importa o jeito que você vai adorar, seja com louvores, danças e instrumentos ou qualquer outra coisa que você faça para a Casa do Senhor. 

 Mas o que quer que for fazer, faça de coração. Faça com vontade e com sinceridade. Faça de Deus o foco do seu trabalho, o objetivo do seu louvor e da sua vida. Afinal “Se não for pra Te adorar, para quê nasci?”.

Que a sua adoração alcance o coração de Deus!